(AVC) – NOVO SINAL – é bom saber que posso salvar uma vida!!!!!

Atenção

Os Derrames Cerebrais – Agora existe um 4º indicador: A língua

Derrame: memorize as três primeiras letras…S.T.R.

Segundo informações de diversos neurologistas, se uma vítima de derrame cerebral

(nome também usado para o Acidente Vascular Cerebral ou Acidente Vascular Encefálico)

for conduzida para cuidados médicos dentro das
primeiras três horas, os efeitos do derrame podem ser amenizados ou eliminados totalmente.

O grande segredo é reconhecer o derrame, diagnosticá-lo e encaminhar para o
tratamento médico correspondente, dentro das três horas seguintes, o que pode ser difícil

para quem não conhece os sintomas.

RECONHECENDO UM DERRAME

Muitas vezes, os sintomas de um derrame são difíceis de identificar. Infelizmente,
nossa falta de atenção,torna-se desastrosa.
A vítima do derrame pode sofrer severa consequência cerebral quando as pessoas
que o presenciaram falham em reconhecer os sintomas de um derrame.

Agora, os médicos dizem que uma testemunha qualquer pode reconhecer
um derrame fazendo à vítima estas três simples preguntas:

S* (Smile) Peça-lhe que SORRIA.

T* (Talk) Peça-lhe que FALE ou APENAS DIGA UMA FRASE SIMPLES. (com coerência) (ex: Hoje está um dia ensolarado)

R* (Rise your arms) Peça-lhe que levante AMBOS OS BRAÇOS.

Se ele ou ela têm algum problema em realizar QUALQUER destas tarefas, chame
a emergência imediatamente e descreva-lhe os sintomas,ou vão rápido à clínica ou hospital.

Outro sinal que pode auxiliar na identificação do derrame é:

Peça à pessoa que ponha a língua para fora..
Se a língua estiver torcida e não for colocada para fora em linha reta, para frente, saindo por um lado ou por outro, pode também ser um sinal de
derrame.

Reenvie este email a quantas pessoas você puder. Não o considere uma corrente, mas sim, algo que todos devemos saber e que pode salvar uma vida, ou no

mínimo, melhorar a qualidade de vida de uma pessoa que sofreu um derrame.

Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal,

ninguém precisará ensiná-lo a amar seu próprio semelhante." ©Albert Schweitzer©